Superado.

Ultimamente...

O que tem acontecido por aqui.

Nua.

Jan 22, 2017 | No Comments
Nua.

Violência, amiga íntima de amigos íntimos, acabou chegando, dizendo que era inevitável. Abriu a geladeira e foi logo nos servindo. Confortável essa vida com ela. Violência me protege do resto do mundo e não deixa que ninguém chegue perto: ela sussurra em meu ouvido que bastamos as duas, só eu e ela. Estranha essa relação, ...

Meet me in Montauk.

Dec 21, 2016 | No Comments
Meet me in Montauk.

Ele falava tudo em poesia. E quando você lê “poesia” não pense em rimas. Não seja raso. Pense em sagacidade. Nos conhecemos numa época em que falar ao telefone era caro e falar na janela do computador custava muito pouco. Nos conectávamos todos os dias e ficávamos quase sempre falando e falando, começando hoje e, ...

Família.

Dec 20, 2016 | No Comments
Família.

Era comecinho de dezembro de um ano muito estranho, filha. Seus tios vieram nos visitar em Fortaleza com Calvin, quando ele tinha oito meses. Tia Melanie não falava português e você não falava inglês, mas de algum jeito vocês conversavam e contavam histórias. Vocês riam juntas e isso era a prova de que onde existe ...

Porquessim.

Dec 18, 2016 | No Comments
Porquessim.

Tem vezes em que eu não sei se são eles ou se é a minha doença. Porque a linha é, além de tênue, sinuosa. E se enrosca em vísceras, tropeça em buracos do calçamento, cruza tiroteios e se estabelece onde fica difícil mesmo dizer quando termina uma coisa e começa outra. Essa é uma linha ...

Triermianowsky

Nov 9, 2016 | No Comments
Triermianowsky

Eu acho que foi entre 2000 ou 2001. Eu tinha passado quase dois meses na Itália. Na volta, terminei-voltei-terminei um namoro. Fiz uma canção sobre. E a professora de música resolveu fazer um recital pra mostrar a gente pro mundo. Ela misturou os alunos e promoveu parcerias porque o palco do teatro era muito grande ...

Conversa

Nov 2, 2016 | No Comments
Conversa

A verdade é que a minha vontade de te amar é maior que o amor que eu sinto. Se a gente fosse fazer essa matemática, ia dar pra ver de longe. Ninguém percebeu ainda porque eu finjo bem, porque eu cansei de não ser de ninguém e porque eu realmente quero te amar. Me esforço ...