Azar

Posted by on Jun 28, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

Eram quatro. Não, não, na verdade eram oito. E vieram todos pra cima da gente com quinze pedras na mão. Na verdade, dezesseis, isso, dezesseis, considerando que cada um tem duas mãos e nenhuma delas ficou vazia. Me levaram vinte e três reais, um casaco, aquele azul que minha avó deu, e ainda quiseram tomar os tênis do meu amigo que, coitado, tinha acabado de comprar em quarenta e duas vezes. E foram. Nós? Ficamos perdidos, perdidinhos.