Cabeça.

Posted by on Oct 1, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

A cabeça é a nave-mãe do corpo. Dentro dela fica o cérebro. O cérebro é uma noz rosada e gordurosa. Dentro dele ficam as tabuadas, os professores do primário, as músicas ruins, os rancores, os planos de vingança e as receitas da família. É o único órgão que tem neurônios. Neurônios são estrelas cadentes que ...

Eu vou.

Posted by on Aug 22, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

Quando não houver mais espaço entre a tua boca e o silêncio. É aí que eu vou embora.

Maria-sem-vergonha.

Posted by on Aug 21, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

_Cadê ela? _Saiu. _Como assim, saiu? _Saiu, ué. _Você deveria ter me ligado. _Ligar pra quê? Até parece que você ia fazer alguma coisa. _Olha o tom de voz comigo. _Isso que você não viu o JEITO como ela saiu. A saia tava por aqui, ó, por aqui. _Sem-vergonha. _Ô. _Agora ela não atende o ...

O último.

Posted by on Jul 5, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

Você prometeu que ia parar de fumar ontem. E anteontem. E antes disso. Pensando bem, você vive dizendo, entre baforadas e olhares perdidos na fumaça, que precisa parar de fumar. Outra coisa é o carro, sempre o carro, que tinha que ser maior, que o porta-malas é burro, que os bancos estão com cheiro de ...

Azar

Posted by on Jun 28, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

Eram quatro. Não, não, na verdade eram oito. E vieram todos pra cima da gente com quinze pedras na mão. Na verdade, dezesseis, isso, dezesseis, considerando que cada um tem duas mãos e nenhuma delas ficou vazia. Me levaram vinte e três reais, um casaco, aquele azul que minha avó deu, e ainda quiseram tomar ...

Tempo, músicas para bebês e Paris Hilton Pelada.

Posted by on Jun 26, 2011 in Blog, eu que fiz, mãe, vida | No Comments

Daqui uns dias chega a hora de determinar se o ano está meio cheio ou meio vazio. Posso dizer por mim que por aqui não há vazio em nada. Os dias andam cheios de horas cheias de minutos que são poucos para resolver mil prioridades (quando tudo é prioridade, alguma coisa ainda é prioridade?), esteja ...

Tudo o que você não quer.

Posted by on May 24, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

Ser professoral com temas abstratos tem cheiro de armário e faz o nariz coçar. Mas você já sangrou o bastante nessas liçõezinhas da vida para ter alguma coisa útil a dizer, algum conselho que valha uns trocados. Então você se lembra de quando você era o jovenzinho apaixonado e de todos os conselhos sobre temas ...

Amanheceu.

Posted by on May 3, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

Bem feito: acordei primeiro. O sol vinha vindo e eu já esperava atrás da porta: surpresa. Raios multicoloridos tocaram a campainha e, bem feito, não me acordaram porque eu já estava lá. Acho que de agora em diante vou fazer isso pra sempre e nunca mais um nascer do sol vai me apanhar de sopetão. ...

É sério.

Posted by on Mar 30, 2011 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

_Sai daqui, Renato, sai de mim, sai, sai, sai! _Tá doida? _Agora, sai, sai, sai, sai, vamos, vamos, sai, Renato! _Hahahahahaha, você é doida mesmo. _FORA, Renato, vamos, anda, sai, sai, sai. _Vem aqui, maluquinha, volta pra cama e para com essa bobiça. _Eu não tô brincando, Renato, sai daqui. _Querida, acabou a graça. Chega? ...