Sobre óculos.

Sobre óculos.

Posted by on Jul 20, 2016 in Blog, eu que fiz, texto, vida | No Comments

“Eu gosto de usar óculos. Gosto porque acho bonito, porque a idéia de colocar uma lente colada no meu olho me dá agonia e porque, desde que passei a usar óculos, tomei só uma enquadrada da polícia. Antes era dia sim, outro também”, disse meu amigo negro. A gente não faz idéia do tamanho do ...

Petit Comité

Petit Comité

Posted by on Jul 11, 2016 in Blog, eu que fiz, texto, vida | No Comments

A memória de um toque físico foi a primeira. O medo da segunda-feira e suas filhas ansiedade, culpa e pressa de chegar logo o próximo sábado, todos entrando em grande alvoroço. O vento bagunçando as folhas que as árvores insistem em segurar – esses no maior climão. A resolução de um mistério num vestido básico. ...

Reconstrução total

Reconstrução total

Posted by on Jul 8, 2016 in Blog, eu que fiz, texto, vida | No Comments

O cheiro do shampoo das promessas de reconstrução total invadiu o quarto comigo a uma e meia da manhã. Corpo estafado não por esforço físico, mas por reflexo da extrapolação de limite mental – feche os olhos, visualize a imagem de uma carne viva conceitual e me veja aí. Escorrego entre os lençóis sem roupa ...

Era pra eu ter ficado mais (ou “um conto soft porn meladinho sem gênero”)

Era pra eu ter ficado mais (ou “um conto soft porn meladinho sem gênero”)

Posted by on Jul 6, 2016 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

Eu não queria ter ido embora na hora que fui. Era pra eu ter ficado mais. Era pra eu ter ficado mais confortável na situação de estar no seu apartamento, tão maior e diferente do meu. Era pra eu ter ajudado com a amiga que achou que uma bebida chamada ABSINTO não poderia fazer mal ...

Representatividade na propaganda: modo de preparo.

Representatividade na propaganda: modo de preparo.

Posted by on Jul 1, 2016 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

“Valeu, tia, mas eu não quero aparecer na propaganda, não.” E ela não foi a única. Quando fui montar o filme de um cliente-faculdade aqui de Fortaleza, fiz questão de ir ao campus pra selecionar os alunos a dedo. Até aí, nenhuma novidade. A diferença é que eu estava em busca de diversidade. Nossos dedos ...

Da calçada

Da calçada

Posted by on May 22, 2016 in Blog, texto, vida | No Comments

Um rapaz de camiseta de manga comprida cor de telha, óculos e os cabelos num formato meio nuvem, meio ninho. Ele andava devagar, não porque não tinha pressa, mas porque não queria chegar a lugar algum – evolucionistas devem ter alguma explicação pra esse fenômeno nosso de andar vazio em situações estranhas. Uma mão segurava ...

Looping.

Looping.

Posted by on Apr 27, 2016 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

O tipo de coisa a que a gente se submete. O tipo de coisa a que a gente se submete. Sub. Se joga pra baixo. No chão. No ralo. Na merda. E mete. Fundo. Pé na jaca, lodo na virilha. De cara lavada e nariz tapado. Se submete. E mente. Pra si. O tipo de ...

Sobre feijão e outros pratos.

Sobre feijão e outros pratos.

Posted by on Feb 1, 2016 in Blog, mãe, texto, vida | No Comments

Tudo é muito bonito e aceitável no discurso, até que acontece com você. Sempre preguei a liberdade e diversidade, o direito que cada um tem de ser e manifestar o que quiser. Mas quando é o seu filho, seu próprio filho… que aperto no coração! Por mais liberal que a gente seja, acho que fica ...

Encontros inusitados da sacola voadora

Encontros inusitados da sacola voadora

Posted by on Feb 1, 2016 in Blog, eu que fiz, texto, vida | No Comments

Várias coisas me incomodam na atitude dos fortalindos, mas poucas me exasperam tanto quanto o jogar lixo pela janela do carro em pleno 2016. Ciente desse hábito de seu povo, a Prefeitura distribuiu lixinhos de câmbio em diversos semáforos da cidade ontem. Ao ser abordada pela mocinha uniformizada, mostrei pra ela que já tinha o ...

G3P1: gravidezes frustradas e reflexões sobre a vida.

G3P1: gravidezes frustradas e reflexões sobre a vida.

Posted by on Jan 22, 2016 in Blog, mãe, texto, vida | One Comment

Foi só dessa vez que reparei como a gente passa de pessoa a sigla muito rápido quando tem um problema de saúde. Num instante eu era a Gica, três respostas depois eu era G3P1. Tudo bem: estamos na sala do pronto-atendimento, o que quer dizer que não há tempo para “puxa vida, e como foi ...