Fraldas sujas.

Posted by on Apr 17, 2011 in Blog, mãe | No Comments

Fraldas custam caro. Quer dizer, elas custam o que devem custar, mas acabam pesando no orçamento porque são muitas fraldas usadas todos os dias. Seguindo conselhos de várias mães, fiz um chá de fraldas ao invés de um chá de bebê convencional. Ganhei milhares delas, distribuídas em diversos pacotes. Até aí, tudo ótimo. O problema? As fraldas que ninguém troca.

Seu bebê vai fazer cocôs que chegam até as orelhas, é inevitável. Acredite em mim quando digo que é mais fácil trocar a fralda que recebeu esse cocô infinito que trocar um pacote de fraldas por um de outro tamanho na farmácia. Como a Luna é um bebê king size, acabou passando muito rápido para o tamanho M. Por conta disso, tenho 314 fraldas P encalhadas. Isso equivale a mais ou menos 52 dias de xixi e cocô absorvidos em flocgel.

Fui trocar alguns pacotes na farmácia aqui pertinho de casa, onde a maioria dos meus amigos comprou as ditas-cujas. Óbvio que não tinha a nota fiscal e óbvio que já passavam mais de 30 dias. Nada feito. O sistema, o gerente, a vida, o universo e tudo mais. Liguei para o SAC da Pampers e fui instruída a trocar com minhas amigas, assim como se trocam figurinhas ou papel de carta. Foi a mesma resposta que tive do @PampersBrasil, o twitter da marca. Por último, recorri à Alô Bebê, loja de onde haviam vindo 2 pacotes. Fui até lá e a gerente abriu um protocolo para ver se pode trocar a mercadoria porque foi adquirida há mais de 30 dias. Ela tem 15 dias úteis para me responder. Voltei para casa com as mesmas fraldas, com vontade de fazer cocô na porta da loja.

Sabe, são fraldas. E não estão sujas. São iguaizinhas aos pacotes expostos nas prateleiras, sem danos, imaculadas e dentro do prazo de validade. Custa muito fazer essa gentileza? Milhões de pessoas entraram na classe média nos últimos anos, o que certamente fez com que o consumo de fraldas descartáveis aumentasse consideravelmente, ou seja, não é algo que vai ficar encalhado na gôndola. A gente precisa mesmo de tanta burocracia? Que dor de barriga.

Leave a Reply