Aqui você encontra todas (ou quase todas) as letras do meu projeto musical Verde Velma. As composições são minhas, protegidas pelos poderes de GraySkull.

Coração de Plástico

perdi meu bom-senso plástico
pra me vestir de um cinza triste
porque as outras cores não me proporcionam mais
efeito analgésico

mesmo tendo me cansado da monocromia insípida
que deixou de me alfinetar
mais quero anular as proporções
de cianos, amarelos e magentas

e engolir o chumbo que transborda pela janela
e escorre pelo chão
e soluçar tudo o que há
preso no meu coração de plástico
que eu perdi

*

Ficou Tarde

Eu não posso mais ligar
e pedir pra ouvir a sua voz.
Eu não posso mais querer
um final bonito para nós.

Eu não posso, mas eu cedo
e ficou tarde pra tentar.
Então eu paro, não tem jeito,
já tem outra no meu lugar.

E ela beija como eu
e também gosta de se pintar.
Ela nunca percebeu,
mas é bem do tipo que ele gosta.

Ela mora perto dele e não tem hora pra voltar.
Tem histórias mais bonitas e muitas coisas pra contar.
Ela mora perto dele e não tem hora pra voltar.
Tem histórias mais charmosas e muitas coisas pra contar.

E eu não posso mais.

*

Frio

sempre que faz frio
eu lembro da sua voz
embolada entre o meu pescoço e o meu ombro
sempre que faz frio

eu te amo, baby
te preciso tanto
eu te amo, baby
e te quero tanto

sempre que faz frio
eu lembro da sua voz
embolada entre o meu pescoço e o meu ombro
sempre que faz frio

eu te amo, baby
te preciso tanto
eu te amo, baby
e te quero só pra mim

*

Indiferença

a diferença é que eu já não sei mais
a diferença entre você e nada
eu me cansei, somos iguais
e as diferenças… que diferença faz?

você vive na tela do meu computador
frio, vazio, um punhado de promessas
eu me pergunto “será isso o amor?”
porque se for, eu não quero ficar nessa

a diferença é que eu já não sei mais
se vale a pena correr atrás dos seus pedaços
eu me cansei e agora tanto faz
indiferença…

você vive na tela do meu computador
frio, vazio, um punhado de promessas
eu me pergunto “será isso o amor?”
porque se for, eu não quero ficar nessa
*

Mais bonito

tudo fica mais bonito quando você chega
tudo fica colorido onde você está
eu queria inventar um superbeijoabraçocarinho
pra que eu pudesse mostrar
o quanto eu gosto
de você

e do seu sorriso
e do seu carinho
e do seu quarto branco
e tudo
*

Me voy

Se tú me crees cuando digo que te quiero
Se tú me crees cuando yo te beso y te beso y te beso
Entonces crees que yo quiero estar contigo
Y pasar rico cada minuto que me resta al tu lado

Me crees
Me voy
Me crees

Y ya no quiero irme de aquí

Yo creo en cada sonrisa tuya
Y en tus palabras siempre tan hermosas
Yo creo en tu cuerpo cerca el mío
Y en lo que pasa cada vez que estamos juntos
*

Música do Querido

quanto acordes eu vou ter que usar
pra dizer que é de você que eu gosto?
quantas vezes vou ter que ensaiar
só pra te dar um oi?
não quero causar má impressão
e estragar tudo de cara
mas gosto do que você pensa
sobre as coisas que passam pela minha cabeça

gosto de você
gosto de você
gosto de você
porque você é quem você é

quantas vezes vou ter que fingir não estar olhando pra você?
quantas vezes vou me segurar pra não te abraçar de novo?

(e este espaço foi intencionalmente deixado em branco porque essa história não teve um final
feliz)
*

Trema

Trema no ouvido
Da sua respiração
Trema da minha boca
Nessa flexão
Não me importa concordância alguma
E só quero uma terminação
Minhas tremas espalhadas
Por você e pelo chão

Conjugando nossas línguas
Com exatidão
Refletindo muitos verbos
De satisfação
Exclamo infinitivos monossílabos
E só quero uma terminação
Minhas tremas espalhadas
Por você e pelo chão

No gerúndio desnudo
Da nossa fusão
Ocultando seu sujeito
Entre beijos de aglutinação
Me abraça em hipérboles

E só quero uma terminação
Minhas tremas espalhadas
Por você, Adão.
*

Respira

Respira e não me solta.
E me conta suas histórias
que descem bem pelo
meu ouvido.

Respira e volta.
E beija e braça e fala
e canta e pega e dança
comigo
de novo
*

Bom dia

Bom dia, meu bem.
Como foi que você dormiu?

Eu gosto de você.
Eu gosto do seu cheiro em mim
E no meu cabelo.

Bom dia, meu bem.
Como foi que você dormiu?

Eu gosto de você.
Eu gosto do seu jeito sem jeito
De me olhar.

Bom dia, meu bem.
Como foi que você dormiu?

Eu gosto de você.
Eu gosto quando você me beija macio.
Eu gosto quando você me abraça no frio.

Eu gosto do que você causa em mim.
Eu gosto, só gosto, simples assim.

Bom dia, meu bem.
Onde foi que você dormiu?
*

Canto pra mim

Não sobrou mais nada pra você aqui.
Não tem mais nada e você sorri [ainda].

Vai embora, apaga a luz e me deixa no meu canto
Que eu canto pra mim.

Pega tudo o que sobrou de nós e joga fora.
É o fim [de tudo].

Ah, eu vou chorar, mas já passa.
Não encosta se é pra desistir.
Se tem volta, não sei, não penso nisso agora.
Por favor, meu bem, junta tudo e vai embora [daqui].


*

Te usei

Você me ligou na hora
E disse as palavras certas
Me levou pra passear

Você me fez poemas
E pagou a conta
Pegou na minha mão

Eu gostei, mas preciso te contar
Eu gostei, mas preciso te contar
Eu gostei, mas preciso falar:
Eu te usei.

Ah, se eu não fosse tão ruim
Você não ia gostar de mim.
*

Responde

Das coisas que eu procuro, você tem a maioria.
O que falta a gente arruma aqui e ali.

Você me faria mal?
Responde.

Das coisas que você precisa, eu tenho boa parte.
O que falta a gente encontra aqui mesmo.

Você me faria mal?
Responde.
*

Eu sei, perdão

Não perguntei até que ponto você pretendia me usar.
Eu esqueci que não podia fechar os olhos e abrir

o coração.
Juro que não,
eu não queria deixar acontecer.

Foi ilusão
eu sei, perdão.
Eu não podia esperar mais de você.

Ela voltou pro lugar guardado no seu travesseiro.
E eu perdi.
*

Calada

incerteza? não.
distância? não.
impaciência? não?
são os teus silêncios que eu temo.

o mesmo teto branco espera o meu olhar vazio.
tão vazio quanto eu enquanto você não diz nada.

a cidade apagada, eu, calada, enquanto você não diz nada.

*

Querida, eu já volto

Uma, duas malas, mais você e um avião.
Meu amor se foi e eu abracei a solidão.
Querida, eu já volto, me espera com café.
Querido, eu te amo e faço tudo o que você quiser.
Até o nosso cachorro sentiu muita a sua falta.
Fica só me olhando “quando é que ele volta?”.
Agora eu não consigo mais dormir sem ter você.
Vê se volta logo: eu tô louca pra te ver.
Uma, duas malas, mais você e um avião.
Pra que essa demora – tá doendo de montão.
Querida, eu já volto, me espera com café.
Querido, eu te amo. Compro bolo e faço pão,
e eu te guardo essa canção que é pra quando você vier.

Leave a Reply