O que você precisa saber sobre Tudo que você não soube.

Posted by on Nov 1, 2010 in Blog, dica da gica | No Comments

Tudo que você não soube é o nome do sétimo romance da Fernanda Young (escritora, apresentadora, roteirista, criadora, musa inspiradora, mãe, mulher do Alexandre Machado e dona de um invejável guarda-roupas). Dei de cara com ele ontem lá na Livraria da Vila e não hesitei em colocá-lo debaixo do braço.

O livro é o vômito de uma mulher que resolve contar algumas coisas ao pai que está à beira da morte. Narrado em primeira pessoa – recurso que amarra o leitor ao pé da história – Tudo que você não soube tem gosto amargo, problemático, intrincado e cru, afinal, estamos falando da vida de uma moçoila que desfigurou a mãe a marteladas no auge de sua adolescência.

Lido de sopetão em poucas horas, acendeu vários pontos de interrogação aqui na minha cabecinha grávida: “como não me tornar uma mãe-hipócrita-cuzona?”, “como ser legal depois dos vinte-cinco, dos trinte-cinco e, quiçá, dos quarente-cinco?”, “como fazer meu relacionamento sobreviver às marteladas da vida?”, etc.

Deixo o texto da orelha com vocês.

Alguém que comete um ato monstruoso é necessariamente um monstro? Fernanda Young resolveu investigar essa questão através de uma pista altamente suspeita: sua imaginação. Temos uma personagem principal sem nome escrevendo para um pai que está morrendo. Quer contar tudo que ele não soube sobre a vida dela, antes que seja tarde demais. Os motivos que a levam a fazer isso, porém, são os piores possíveis. Mas iss não é, nem de longe, o que de mais condenável ela já fez. Ela fez aquilo que não se faz de jeito nenhum. Deu vazão, sem piedade, ao mais terrível instinto freudiano. Pegou um martelo e acertou a cabeça da mãe. Você, claro, jamais faria isso, certo? Sob circunstância alguma, não é? Engraçado, a personagem deste liro é estranhamente parecida com você.

Tudo que você não soube • Fernanda Young • 2007 • Ediouro.

Leave a Reply