Sustenido.

Posted by on Nov 29, 2010 in Blog, eu que fiz, texto | No Comments

Tente juntar o som de trinta e sete britadeiras ao fervor de freiras histéricas dentro de um convento em chamas. Pegue tudo isso e adicione decibéis ensurdecedores de adolescentes americanas na abertura do primeiro show dos Beatles. Resumindo: era um barulhão. E como ninguém enxergava por conta do breu absoluto, o sentido da visão emprestava combustível à audição, potencializando ainda mais a explosão sonora.

Já não era possível ver e agora também não se podia ouvir nada além daquele barulho. Foi assim que toda a comunicação do grupo se extinguiu. Não que estivessem tecendo longas conversas, mas aqueles raros monossílabos e grunhidos podiam preencher espaços de horas. Isso fazia diferença porque eles já estavam lá havia tanto tempo e ainda faltava um bom tanto para irem embora. Ninguém conseguia identificar o barulho que esmagava o cérebro do grupo, tampouco sua origem. Ninguém sabia ao certo: só ele.

Leave a Reply